Consórcio Infraestrutura PR vence leilão do lote 2 das rodovias do Paraná

Consórcio Infraestrutura PR vence leilão do lote 2 das rodovias do Paraná

Consórcio Infraestrutura PR vence leilão do lote 2 das rodovias do Paraná

Notícias

Outros 4 lotes serão leiloados até 2024

Publicado em 29/09/2023 17h04 Atualizado em 29/09/2023 17h20

Os quase 605 km de rodovias do Lote 2 do Paraná serão administrados pelo Consórcio Infraestrutura PR, que arrematou o processo licitatório promovido pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e pelo Ministério dos Transportes. O projeto foi leiloado nesta sexta-feira (29/9) na B3 em São Paulo e abrange as rodovias federais BRs-153/277/369 e as rodovias estaduais PR-092/151/239/407/408/411/508/804/855, conectando pontos estratégicos da região, como o Porto de Paranaguá e a Região Metropolitana de Curitiba.

O diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, descreveu o projeto como ambicioso e capaz de aprimorar significativamente a infraestrutura viária na região. Ele destacou que a concessão das rodovias do Paraná é um projeto ousado que engloba tanto rodovias federais quanto estaduais, oferecendo uma das abordagens mais inteligentes e modernas já realizadas no Brasil e possivelmente no mundo.

“A ANTT tem a responsabilidade de fiscalizar, mas busca expandir essa função para também orientar e garantir o cumprimento de sua missão, que envolve a garantia da infraestrutura e a prestação adequada de serviços de transporte terrestre aos cidadãos”, disse Vitale.

O Consórcio Infraestrutura PR investirá mais de R$ 17 bilhões nas rodovias do Lote 2 ao longo dos próximos 30 anos. O projeto abrange diversas melhorias, incluindo a duplicação de 350 km de rodovias, a adição de 139 km de faixas extras, incluindo a desafiadora Serra do Mar, a construção de 73 km de vias marginais, 52 passarelas para pedestres, duas áreas de descanso para caminhoneiros e 150 paradas de ônibus.

O ministro dos Transportes, Renan Filho, também esteve no evento e ressaltou o compromisso do governo federal em estruturar e implementar projetos de infraestrutura de qualidade, atrair investimentos privados e garantir a excelência dos serviços nas rodovias do país.

O Consórcio Infraestrutura PR é uma associação entre as empresas EPR 2 Participações S.A. e Perfin Voyager, especializadas em investimentos em concessões de rodovias e mobilidade. Atualmente, o grupo já é responsável por três concessões estaduais em Minas Gerais, com contratos de 30 anos, e agora assumirá sua primeira concessão federal com o Lote 2 do Paraná.

Ganha o povo paranaense e o Brasil

Este projeto é uma vitória tanto para o povo paranaense quanto para o Brasil. Antes mesmo do leilão, as tarifas para o Lote 2 das Rodovias do Paraná já apresentavam valores máximos mais baixos em todas as praças, em comparação com os preços praticados no encerramento das concessões em 2021. Para os usuários frequentes (DUF) e aqueles que utilizam a TAG como meio de pagamento, haverá um desconto adicional a partir de 5% nas tarifas. Por exemplo, em Carambeí, o valor praticado na concessão anterior era de R$ 11,50 para carros de passeio. No edital, o valor é de R$ 9,83 e com a TAG chega a R$ 9,34.

Conectividade e Segurança

Em relação à segurança dos usuários, o projeto incluirá a instalação de câmeras com tecnologia OCR para o reconhecimento de placas, pontos de atendimento ao usuário com acesso à internet Wi-Fi, painéis de mensagem variável e sistema de pesagem automático. A conectividade também será um destaque na concessão, com cobertura 4G e sistema de telefonia ao longo de toda a rodovia, além de iluminação em LED em áreas críticas.

O Lote 2 contará com cinco Bases de Serviços Operacionais e de Atendimento ao Usuário (BSO/SAU), incluindo duas já existentes que passarão por uma reforma completa e três novas a serem implantadas. Também haverá o suporte de ambulâncias tipo C para o resgate e atendimento de vítimas de acidentes, ambulâncias tipo D, UTI móvel com suporte médico, assim como guinchos leves e pesados.

Cronograma de Atuação

O cronograma de atuação prevê que a empresa vencedora do leilão assine o contrato em janeiro, com a concessão assumida 30 dias após a assinatura, prevista para fevereiro de 2024. Os primeiros trabalhos, incluindo a revitalização asfáltica de trechos, a construção de novas praças de pedágio e postos de atendimento, serão concentrados no primeiro ano da concessão, somando um investimento de mais de R$ 315 milhões em obras. A expectativa é que a concessão gere cerca de 110 mil empregos diretos e indiretos, impulsionando o crescimento econômico da região.

Fonte: ANTT

Posts Relacionados

5º Encontro ANUT

08/04/2024

Notícias

5º Encontro ANUT

No próximo 25/abril, às 14h30, via Teams, haverá o 5º Encontro ANUT com tema “Reforma Tributária: Impactos no Setor de Transporte de Cargas – Perspectivas e Desafios”. O Encontro é aberto para associados […]

Saiba mais
ANUT, ABIOVE e ACEBRA realizarão Seminário

08/04/2024

Notícias

ANUT, ABIOVE e ACEBRA realizarão Seminário

O Seminário “Agenda 2030: Desafios da Logística Brasileira para a Competitividade Internacional” será realizado em 09/maio, no Auditório de CNI em Brasília. O propósito do encontro é debater como as políticas públicas podem […]

Saiba mais
Bienal das Rodovias 2024

04/04/2024

Notícias

Bienal das Rodovias 2024

A ANUT está apoiando o evento Bienal das Rodovias 2024 da ABCR a ser realizado em 07 e 08 de agosto próximo em Brasília. Maiores informações em https://bienaldasrodovias.com.br/

Saiba mais