ANTT e CCR Rio-SP realizam Workshop Sandbox Free Flow, com resultados e perspectivas para 2024

ANTT e CCR Rio-SP realizam Workshop Sandbox Free Flow, com resultados e perspectivas para 2024

ANTT e CCR Rio-SP realizam Workshop Sandbox Free Flow, com resultados e perspectivas para 2024

Notícias

Evento trouxe os resultados obtidos nos primeiros seis meses do teste experimental do free flow no Brasil

  

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) promoveu nesta quarta-feira (13) um evento de grande importância no auditório de sua sede, em Brasília: o Workshop Sandbox Free Flow – resultados e perspectivas. A iniciativa, transmitida ao vivo pelo canal do Youtube da ANTT, reuniu centenas de participantes presenciais e online em uma manhã repleta de informações sobre os resultados obtidos nos primeiros seis meses do teste experimental do Free Flow no Brasil.

O diretor-geral da ANTT, Rafael Vitale, abriu o evento destacando a importância do marco alcançado no campo do sandbox regulatório do Free Flow. “Enfatizo aqui o papel fundamental da CCR, que, com audácia, propôs o sandbox à ANTT. A rapidez na instrução do processo e a colaboração de todas as equipes envolvidas, tanto da Agência quanto da CCR, foi fundamental”, destacou.

Os números apresentados foram descritos como muito positivos, com planos de consolidar as informações até o final do ano e expandir a solução regulatória para todos os contratos da ANTT, os novos e os que já estão em andamento. “O Free Flow é uma agenda prioritária da ANTT para o ano que vem”, completou Vitale.

O primeiro painel do workshop focou na execução do Multi-Lane Free Flow e apresentou resultados significativos. Carla Fornasaro, Diretoria-Presidente da Concessionária CCR Rio-SP, compartilhou a experiência desafiadora de implementar o primeiro Free Flow do país. Operacional desde março de 2023, o projeto abrange a BR-116 e a inédita concessão da BR-101, que liga Ubatuba (SP) ao Rio de Janeiro, representando um investimento na ordem de R$ 25 bilhões.

“Encaramos esse desafio de implementar o primeiro Free Flow do Brasil. Não foi um caminho fácil, mas foi percorrido com muitas pessoas engajadas e bastante sucesso. É o primeiro passo de uma longa jornada muito bem-sucedidada! Fizemos muito, mas ainda temos muito a fazer”, disse.

Fornasaro também destacou o pioneirismo, a tecnologia de última geração e a inovação do sistema de pedágio free flow. A solução elimina barreiras físicas, reduz acidentes e minimiza impactos sociais e ambientais. A execução do projeto representa um avanço significativo para o setor rodoviário e de transportes terrestres, contribuindo para a viabilidade de novos projetos e reduzindo a inadimplência.

O segundo painel do dia abordou a regulamentação, novas concessões e perspectivas do Free Flow. O diretor da ANTT, Luciano Lourenço, abriu o painel destacando o desafio enfrentado pela CCR Rio-SP e enalteceu a proposta disruptiva que resultou em um trabalho conjunto, entre os times da concessionária e da Agência, bem-sucedido. Lourenço ressaltou a importância de envolver a sociedade, a classe pública e o Ministério Público no projeto, destacando que o Free Flow tem o potencial de transformar as rodovias nacionais e tornar os projetos de concessão mais atrativos.

“Com o Free Flow é possível reduzir as tarifas e manter o investimento nas rodovias. Foi um trabalho muito bem feito e engajado entre os times de regulação, fiscalização, jurídico, técnico, tecnológico e da alta direção de todos os envolvidos”, completou Lourenço.

Como Funciona o Free Flow

O Free Flow representa uma inovação no pagamento automático de pedágios, permitindo a livre passagem dos veículos sem a necessidade de redução de velocidade. Os veículos são identificados por pórticos com equipamentos de última geração que reconhecem TAGs ou placas. A tecnologia avançada determina o valor da tarifa com base em características como altura, largura, comprimento e quantidade de eixos.

O evento proporcionou uma visão prática dos benefícios e desafios do Free Flow no contexto nacional, com o teste experimental ocorrendo entre Ubatuba/SP e Rio de Janeiro/RJ. Além da exposição dos resultados, o workshop abriu espaço para debates construtivos sobre as perspectivas do Free Flow como modelo de cobrança de pedágio em rodovias federais concedidas em todo o país.

O “Workshop Sandbox Free Flow” apresentou resultados e perspectivas, além de ter representado uma oportunidade única para testemunhar e participar de uma transformação histórica nas rodovias brasileiras.

“A inovação proposta pelo Free Flow promete revolucionar o sistema de pagamento de pedágios, além de melhorar a experiência dos usuários e a eficiência no gerenciamento das rodovias. O futuro das concessões rodoviárias no Brasil está, sem dúvida, moldado pelo sucesso do Free Flow”, concluiu o diretor Luciano Lourenço.

O Workshop foi transmitido ao vivo no nosso canal do Youtube. Assista na íntegra!

https://youtube.com/watch?v=FVR5T5ntYzM%3Fsi%3DLNnj5PGMmBTYYv7-

Fonte: ANTT (Assessoria Especial de Comunicação)

Posts Relacionados

ANUT na InnoTrans 2024!

15/07/2024

Notícias

ANUT na InnoTrans 2024!

O evento acontecerá em Berlim de 24 a 27/setembro próximo. A ANUT estará presente no estande Brazil on Rails para conhecer as inovações e tecnologias para o mercado transportador por ferrovias. Mais informações […]

Saiba mais
A ANUT está apoiando a Bienal das Rodovias 2024

08/07/2024

Notícias

A ANUT está apoiando a Bienal das Rodovias 2024

O evento será realizado em 07 e 08 de agosto próximo em Brasília. Maiores informações em https://bienaldasrodovias.com.br/

Saiba mais