Subconcessão da ferrovia de Ouro Verde de Goiás a Três Lagoas é discutida na ANTT

Subconcessão da ferrovia de Ouro Verde de Goiás a Três Lagoas é discutida na ANTT

Subconcessão da ferrovia de Ouro Verde de Goiás a Três Lagoas é discutida na ANTT

Notícias

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) realizou, nesta terça-feira (16/2), a terceira sessão presencial da Audiência Pública nº 001/2016, na sua sede em Brasília (DF). O processo de participação social tem o objetivo de colher subsídios para aprimorar os estudos técnicos e as minutas de edital e de contrato que disciplinarão as condições em que se dará a subconcessão do trecho ferroviário compreendido entre os municípios de Ouro Verde de Goiás (GO) e Três Lagoas (MS). O projeto integra a segunda etapa do Programa de Investimentos em Logística (PIL), do governo federal.

Já foram realizadas sessões em Anápolis (GO), no dia 26/1, e em Três Lagoas (MS), no dia 2/2. Em Brasília, um total de 47 pessoas participou do encontro. Os interessados podem contribuir, encaminhando sugestões por meio do site http://pilferrovias.antt.gov.br, até as 18h do dia 19/2/2016. Todos os documentos referentes ao objeto da audiência estão disponíveis também na página eletrônica.

 

1

 

Concessão – Em fase final de construção pela Valec, o trecho é a continuação da Ferrovia Norte-Sul nos estados de Goiás e São Paulo. A chegada ao município de Estrela d’Oeste (SP) permitirá a conexão da Norte-Sul com a ALL Malha Paulista, possibilitando o acesso ao Porto de Santos.

Ao todo, serão contemplados 33 municípios nos estados de Goiás (Acreúna, Brazabrantes, Damolândia, Goianira, Indiara, Jandaia, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Palmeiras de Goiás, Paranaiguara, Quirinópolis, Rio Verde, Santa Bárbara de Goiás, Santa Helena de Goiás, São Simão, Trindade e Turvelândia), Minas Gerais (Santa Vitória, União de Minas e Iturama), São Paulo (Ouroeste, Guarani d’Oeste, Fernandópolis, Estrela d’Oeste, São João das Duas Pontes, Pontalinda, Guzolândia, Sud Mennucci, Pereira Barreto, Itapura e Ilha Solteira) e Mato Grosso do Sul (Selvíria e Três Lagoas). O trecho ferroviário atravessará uma região que possui vocação agrícola e industrial, com destaque para a produção de celulose.

A extensão da ferrovia é de cerca de mil quilômetros e os investimentos previstos para sua construção têm valor aproximado a R$ 2,3 bilhões. O período da subconcessão é de 35 anos.

Mais esclarecimentos podem ser obtidos pelo e-mail ap001_2016@antt.gov.br.

Fonte: ANTT

Posts Relacionados

ANUT participará do evento P3C PPP e Concessões no Painel sobre RCR!

27/01/2023

Notícias

ANUT participará do evento P3C PPP e Concessões no Painel sobre RCR!

🗓️ Confira as datas: 27 de Fevereiro | Abertura e Premiação | Presencial | B3 28 de Fevereiro | Conferência | Presencial | Centro de Convenções Frei Caneca 🚨Informações https://lnkd.in/dnytsxEc

Saiba mais
Free Flow tem início na BR-101/RJ (Rio-Santos) na segunda-feira (30/1)

27/01/2023

Notícias

Free Flow tem início na BR-101/RJ (Rio-Santos) na segunda-feira (30/1)

Após o período de testes e ajustes nos equipamentos, cobrança efetiva deve acontecer a partir de março A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a CCR RioSP, concessionária responsável pela BR-116/101/RJ/SP, iniciam, […]

Saiba mais
ANTT abre Audiência Pública sobre o Vale-Pedágio obrigatório

23/01/2023

Notícias

ANTT abre Audiência Pública sobre o Vale-Pedágio obrigatório

A sessão pública acontece dia 13/2   AAgência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou a Deliberação nº 3 que comunica a realização da Audiência Pública nº 2/2023 sobre a proposta de revisão e atualização da […]

Saiba mais