Cade recusa proposta da Rumo para aprovação da fusão com ALL

Cade recusa proposta da Rumo para aprovação da fusão com ALL

Cade recusa proposta da Rumo para aprovação da fusão com ALL

Notícias

03/11/2014 –
Valor PRO
A Superintendêcia Geral do Conselho Administrativo de Defesa Economica (Cade) recusou a proposta que foi apresentada pela Rumo para obter a aprovação da fusão com a ALL. A tendencia é que o caso seja declarado como complexo e
encaminhado ao tribunal para julgamento de imposição de restrições.
A proposta foi apresentada na semana anterior ao segundo turno das eleições e envolvia a criação de um comitê autônomo para o gerenciamento do transporte de cargas por concorrentes da Rumo na ferrovia da ALL.
A negativa foi dada no início da semana passada. Diante da resposta adversa, representantes das empresas voltaram ao Cade para continuar as negociações em busca de um acordo que possa aprovar a fusão.
O temos do órgão antitruste é o de que as empresas que utilizam os trilhos da ALL para
escoar os seus produtos tenham problemas nas negociações com a nova direção da companhia. A Rumo é do grupo Cosan, que possui concorrentes no setor sucroalcooleiro que também usam a ALL para trasnportar os seus produtos.
Além disso, empresas de outros setores que também dependem da ferrovia da ALLestão preocupadas com a sistemática que será adotada para que possam transportar os seus produtos.
Ao todo, foram protocoladas mais de 12 pedidos de impugnação no Cade, o que dificulta uma aprovação sem imposição de restrições à fusão. A lista de inpugnantes inclui a Agrovia, a Fibria, a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais(Abiove), a Federação de Agricultura do Estado do Paraná (Faep) e várias entidades daquele estado, como a Associação de Produtores de Bioenergia do Paraná (Alcopar), o Sindicato da Indústria do Acúcar do Estado do Paraná (siapar) e o Sindicato da Industria de fabricação do Álcool do Paraná (Aialpar). A Petrobrás, a Odebrecht e a
Eldorad o (grupo J&F) também manifestaram ao Cade suas preocupações com o negóciio.
Ciente que encontraria essas dificuldades, representantes da ALL e da Rumo estiveram
reunidos no Cade, nas últimas semanas, tentando encontrar uma saída para obter o aval à fusão.
Eles propuseram a criação de um comitê com membros independentes do Conselho de Administração da nova companhia para gerir o sistema de transporte de produtos pela ferrovia, A Rumo tambpem insistiu na tese de que pretende transportar o maior número possível de cargas de diversas empresas de modo a obter maiores lucros. Mas, os técnicos do Cade estão pedindo mais garantias de que não haverá discriminação no transporte de cargas.
As negociações entre representantes das empresas e o órgão antitruste devem continuar ao longo dessa semana.

Posts Relacionados

ANUT participará do evento P3C PPP e Concessões no Painel sobre RCR!

27/01/2023

Notícias

ANUT participará do evento P3C PPP e Concessões no Painel sobre RCR!

🗓️ Confira as datas: 27 de Fevereiro | Abertura e Premiação | Presencial | B3 28 de Fevereiro | Conferência | Presencial | Centro de Convenções Frei Caneca 🚨Informações https://lnkd.in/dnytsxEc

Saiba mais
Free Flow tem início na BR-101/RJ (Rio-Santos) na segunda-feira (30/1)

27/01/2023

Notícias

Free Flow tem início na BR-101/RJ (Rio-Santos) na segunda-feira (30/1)

Após o período de testes e ajustes nos equipamentos, cobrança efetiva deve acontecer a partir de março A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e a CCR RioSP, concessionária responsável pela BR-116/101/RJ/SP, iniciam, […]

Saiba mais
ANTT abre Audiência Pública sobre o Vale-Pedágio obrigatório

23/01/2023

Notícias

ANTT abre Audiência Pública sobre o Vale-Pedágio obrigatório

A sessão pública acontece dia 13/2   AAgência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou a Deliberação nº 3 que comunica a realização da Audiência Pública nº 2/2023 sobre a proposta de revisão e atualização da […]

Saiba mais